Escócia estuda a possibilidade de sair da Grã-Bretanha depois do Brexit

© AFP 2022 / EMMANUEL DUNAND Scotland's First Minister Nicola Sturgeon addresses a speech on "Scotland's commitment to Europe" at an European Policy Centre (EPC) event in Brussels, on June 2, 2015
Scotland's First Minister Nicola Sturgeon addresses a speech on Scotland's commitment to Europe at an European Policy Centre (EPC) event in Brussels, on June 2, 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Escócia planeja iniciar preparativos para uma possível saída do Reino Unido, se os seus interesses não forem considerados no âmbito do Brexit, declarou nesta segunda-feira a primeira-ministra do país, Nicola Sturgeon.

A primeira-ministra de Escócia Nicola Sturgeon - Sputnik Brasil
Novo referendo sobre a independência da Escócia é possível
"Se percebermos que os nossos interesses não podem ser considerados no âmbito da Grã-Bretanha, a independência deverá ser uma das opções, por direito, a ser avaliada pela Escócia", citou as palavras da política a agência Reuters. 

Sturgeon adicionou que a Escócia iniciará preparativos para que esta opção permaneça disponível, em caso de necessidade. 

Este mês, Sturgeon declarou que, em 2017, a Escócia poderá realizar um segundo referendo sobre independência, se a Grã-Bretanha não levar em consideração a posição contrária do país quanto à saída do Reino Unido da UE. Ela também disse que a Escócia tem o direito de permanecer, ao mesmo tempo, tanto no Reino Unido, quanto na UE.

Em um referendo, realizado em 2014, a Escócia optou por permanecer na Grã-Bretanha. Após o recente referendo britânico, que definiu o Brexit, o Reino Unido, segundo as palavras de Sturgeon, "deixou de ser o país, no qual os escoceses escolheram permanecer".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала