Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Brasileiro relata evacuação da polícia após atentado de Munique

SONORA ATENTADO MUNIQUE SERGUEI 2 DE 22-07-16
Nos siga no
O brasileiro Eduardo Heil, engenheiro de 28 anos que mora em Munique, se encontrava em um festival de cerveja, no centro da cidade, no momento em que aconteceu o tiroteio. Ele ficou recluso em um prédio por horas até que a polícia liberasse.

Polícia fecha o tráfego após atentado em Munique - Sputnik Brasil
Polícia suspeita de ataque terrorista em tiroteio de Munique
As estações de trem foram evacuadas e a circulação de ônibus e outros meios de transporte foram suspensos após os tiroteios desta sexta-feira (22) em Munique, na Alemanha.

Ao falar com a Sputnik Brasil, Eduardo contou que quando aconteceu o primeiro tiroteio, o evento em que se encontrava transcorreu naturalmente. Com o relato do segundo incidente, o evento foi interrompido, todas as portas fechadas e todas as pessoas foram levadas para locais seguros. 

“Estávamos aqui em um festival de cerveja, perto do centro de Munique, na Odeon Flat, quando soubemos do tiroteio no Olympia-Einkaufszentrum, que fica um pouco mais distante do centro da cidade. Tudo ocorreu normal por aqui. Recebemos mensagem das pessoas perguntando como todos estavam, e tudo bem, todos responderam as mensagens, tudo rolando normalmente, show e tudo certo. Quando aconteceu o segundo tiroteio, em uma estação de metrô, a polícia veio calmamente, pararam a música, se aproximaram de cada grupo de pessoas e pediram que nós entrássemos nos prédios ao lado, procurando um lugar para dentro, e fecharam todas as barracas, fecharam tudo. Todo mundo ficou recluso dentro de um prédio”, conta o engenheiro. 

“Agora, mais ou menos uma hora e meia depois, eles começaram a liberar as pessoas para saírem do prédio, mas o metrô ainda não funciona, as pessoas ainda estão tendo dificuldade para se locomover e a melhor opção, por enquanto, é permanecer aqui no lugar que está seguro e esperar novas notícias”, disse Eduardo Heil enquanto ainda se encontrava abrigado em um lugar de segurança. 

Ainda não se sabe o número oficial de mortos, mas, segundo as últimas informações, foram confirmadas seis mortes durante o tiroteio. 

Inicialmente, foi informado que uma ou mais pessoas abriram fogo contra a população no centro de Munique. Posteriormente, foram relatados disparos em outros pontos da cidade.   

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала