Rússia pede investigação de bombardeios dos EUA contra civis na Síria

© REUTERS / Amer AlmohibanyGeneral James Terry diz que os Estados Unidos lamentam por mortes não-intencionais provocadas por ataques norte-americanos na Síria
General James Terry diz que os Estados Unidos lamentam por mortes não-intencionais provocadas por ataques norte-americanos na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Governo russo exigiu uma investigação sobre a informações de ataques da coalizão liderada pelos Estados Unidos contra a população civil na cidade síria de Manbij.

Soldados israelenses perto da fronteira com a Síria no terrítorio de colinas de Golã ocupado por Israel, 22 de junho de 2015 - Sputnik Brasil
Cidade síria próxima a Golã é bombardeada; relatos apontam ataque de Israel ou da al-Nusra
“Geram uma grande preocupação os relatos de ataques da coalizão, particularmente na cidade síria de Manbij, que deixou dezenas de mortos e feridos, incluindo crianças (…) É uma história horrível e deve ser investigada", disse a porta-voz Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova.

Fontes locais revelaram na última terça-feira à agência Sputnik que houve bombardeios da coalizão dos EUA que mataram mais de 100 civis, incluindo mulheres e crianças.

As mesmas fontes disseram que o incidente ocorreu na aldeia de At Tajar, na região de Aleppo.

Os EUA lideram uma coalizão de mais de 60 países contra o Daesh (autoproclamado Estado Islâmico) no Iraque desde agosto de 2014, e na Síria, desde Setembro do mesmo ano.

O Daesh é classificado como organização terrorista pelo Conselho de Segurança da ONU e proibido em muitos países, inclusive na Rússia.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала