Assad: Erdogan utiliza o golpe para executar sua 'agenda extremista' na Turquia

© AP Photo / SANA Presidente sírio, Bashar Assad fala durante uma entrevista com o canal de notícias SBS da Austrália, em Damasco, Síria. 01 de julho, 2016
Presidente sírio, Bashar Assad fala durante uma entrevista com o canal de notícias SBS da Austrália, em Damasco, Síria. 01 de julho, 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente sírio, Bashar Assad, declarou que o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, está levando a cabo seu plano “extremista” com o pretexto do golpe de Estado de 15 de julho.

Um policial durante o golpe do Estado na Turquia - Sputnik Brasil
Estado de emergência visa evitar mais uma tentativa de golpe na Turquia, diz ministro
“Tem usado o golpe para executar sua agenda extremista e que é a mesma da Irmandade Muçulmana em solo turco, e isso é muito perigoso para a Turquia e para os países vizinhos, incluindo a Síria", disse Asad em uma entrevista à agência Prensa Latina. 

Na última sexta-feira, militares rebeldes tomaram as ruas das principais cidades da Turquia na tentativa de derrubar o atual governo. Apesar do grande número de envolvidos e do impacto internacional dos acontecimentos, Erdogan e seus apoiadores conseguiram retomar o controle do país algumas horas depois do início do golpe.  

Ancara acusa o clérigo Muhammed Fethullah Gulen, que mora nos Estados Unidos, de ser o principal responsável pela tentativa de derrubada do regime. O sacerdote, no entanto, nega. Como resultado das ações dos últimos dias, cerca de 10 mil pessoas foram detidas e outras 50 mil foram demitidas ou suspensas de seus cargos por suspeitas de envolvimento com o golpe.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала