Especialista em Turquia: agora não se pode tratar de democracia no país

© REUTERS / Baz RatnerManifestantes em Ancara demonstram apoio ao governo em frente a um telão com o retrato do presidente Recep Tayyip Erdogan, Turquia, 17 de julho de 2016
Manifestantes em Ancara demonstram apoio ao governo em frente a um telão com o retrato do presidente Recep Tayyip Erdogan, Turquia, 17 de julho de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
"Confusa, terrível e estarrecida", foi com estas palavras descreveu a situação na Turquia o especialista alemão Dr. Bernd Liedtke.

Liedtke julga que teve lugar uma encenação de golpe e o presidente Recep Tayyip Erdogan usa esta situação para mudar a constituição. “Não se pode tratar de democracia”, disse o especialista à Sputnik.

Segundo Dr. Liedtke, os golpes anteriormente eram melhor planejados e se começavam – habitualmente eram bem sucedidos. Desta vez a situação é outra:

"As ações do presidente, a demissão de milhares de juízes e promotores do aparelho da Justiça e as declarações sobre pena de morte – tudo isso significa que algo ali é sujo", assegura o especialista.

Avião dos EUA na base aérea em Incirlik, na Turquia - Sputnik Brasil
Alemanha pode abandonar campanha contra Daesh depois de bloqueio da base de Incirlik
Segundo ele, o presidente Erdogan quis mudar a constituição, mas não conseguiu porque não bastam a força que tem no Parlamento. "É mesmo por isso que ele usa o golpe para mudar a Constituição de 1982 e pôr em prática seu entendimento autocrático sobre o sistema de governo. É isso que ele está fazendo agora", acrescentou.

Ao mesmo tempo, este escândalo em torno da pena de morte pode ajudar aos que são contra a adesão da Turquia à UE, estes rumores sobre essa pena tão grave causam preocupação entre as autoridades da União, disse o especialista. Pode levar à exclusão da Turquia dos pretendentes à adesão, Liedtke lamenta muito isso, porque os laços econômicos e sociais entre a Turquia e a UE são muito fortes.

Contudo, o Dr. Bernd Liedtke não acha que as buscas na base militar em Incirlik possam causar a saída da Turquia da OTAN. Mas o especialista considera a situação na base militar, onde estão armazenadas armas nucleares dos EUA, muito perigosa.

O especialista concluiu que a vitória de Erdogan é uma derrota para a democracia no país. "Agora ela sofreu muito mais, então não se pode tratar de democracia".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала