Ministro russo classifica relatório da WADA de imparcial

© Sputnik / Alexey Filippov / Abrir o banco de imagensVitaly Mutko, Minister of Sport and President of the Russiasn Football Union, attending a press briefing on FIFA and Russia-2018 Organizing Committee visits to 2018 world football championship stadiums
Vitaly Mutko, Minister of Sport and President of the Russiasn Football Union, attending a press briefing on FIFA and Russia-2018 Organizing Committee visits to 2018 world football championship stadiums - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro dos Esportes da Rússia, Vitaly Mutko, disse estar pronto para se responsabilizar por tudo que ocorrer no esporte russo depois do relatório da Agência Internacional Antidoping (WADA).

John Kerry e Sergei Lavrov durante encontro em Moscou em 15 de dezembro - Sputnik Brasil
Kerry, em conversa com Lavrov, concordou que não se deve politizar o esporte
No último sábado, a agência R-Sport obteve uma cópia da carta enviada pelo executivo-chefe da USADA, Travis Tygart, ao presidente do COI, Thomas Bach, pedindo a exclusão da Rússia dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. O presidente da agência antidoping americana se baseia em uma investigação liderada por Richard McLaren que, segundo ele, aponta o uso sistemático de doping por atletas russos, e que a prática seria controlada pelo Ministério do Esporte da Rússia por meio do serviço secreto. 

Os resultados das investigações da comissão chefiada por McLaren foram divulgados nesta segunda-feira, em Toronto. No entanto, McLaren não identificou nem as modalidades esportivas, nem os nomes do esportistas que estariam, supostamente, envolvidos em casos de doping. 

"Não quero falar sobre tudo isso agora, por que devemos tratar com respeito todos os tipos de trabalho. Mas quando o trabalho é feito de modo parcial, devemos entender isso e ter em mente", disse Mutko por telefone. 

"Na verdade, aquele informante (ex-chefe do laboratório antidoping de Moscou, Grigori Rodchenkov, que colaborou com o relatório de McLaren) não suscita confiança no nosso país e uma ação penal está sendo movida contra ele".

"Ele trabalha a muito tempo e todos os fatos apurados, que foram motivo de sua demissão, demonstram que iss não foi um programa do governo. Vamos analisar e estudar essse relatório com muita atenção. Eu nunca fugi da responsabilidade e estou pronto para assumir a responsabilidade agora, mas nem o governo, nem eu nunca apoiei nenhum programa de doping. Ao contrário, criamos um sistema de combate ao doping", disse o ministro. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала