Alemanha pode abandonar campanha contra Daesh depois de bloqueio da base de Incirlik

© AP Photo / Vadim GhirdaAvião dos EUA na base aérea em Incirlik, na Turquia
Avião dos EUA na base aérea em Incirlik, na Turquia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O primeiro-ministro da Baviera Horst Seehofer ameaçou que a Alemanha pode retirar o seu exército da base militar turca de Incirlik, pondo em dúvida sua operação militar contra os islamistas.

Estas informações apareceram logo depois de a Turquia bloquear a visita de políticos alemães de alto nível à base aérea no sul da Turquia para vistoriar o serviço dos militares no âmbito da operação contra o grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia) no Iraque e Síria.

"Se depois de algum tempo o governo turco ainda continuar rejeitando todos os esforços da diplomacia e proibir o acesso aos legisladores… Eu não posso imaginar que o parlamento, que está sendo impedido de se encontrar com as nossas próprias tropas, votará a favor disso [de deslocação para a base aérea]", disse Seehofer em um breefing em Munique.

Caça F-15E Strike Eagle dos EUA na base aérea de Incirlik, Turquia - Sputnik Brasil
Chefe da base Incirlik preso na Turquia
O ministro da Baviera acrescentou que isto deve ser analisado em contexto da missão de vigilância da Alemanha durante a operação internacional liderada pelos Estados Unidos na Síria e no Iraque.

A Alemanha tem na Turquia cerca de 200 militares e caças Tornado equipados com Sistemas Aéreos de Alerta e Controle (AWACS na sigla em inglês). Eles têm realizando missões de reconhecimento na Síria desde janeiro.

Agora, a agência RIA Novosti relata que os policiais turcos, depois de tentativa de golpe, estão realizando buscas na base de Incirlik, onde está baseada a aviação da coalizão liderada pelos EUA.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала