Oposição síria corta rotas de abastecimento do Daesh em Manbij

© AFP 2022 / DELIL SOULEIMANMilitantes curdos e árabes apoiados pelos EUA avançam em Manbij, no norte da Síria, 23 de junho de 2016
Militantes curdos e árabes apoiados pelos EUA avançam em Manbij, no norte da Síria, 23 de junho de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os militantes da Coalizão árabe síria (CAS), com apoio da coalizão liderada pelos EUA, se aproximou do centro da cidade de Manbij e cortaram ao grupo terrorista Daesh as rotas de abastecimento, informou o comando dos EUA no Oriente Médio.

Militares na parte histórica de Palmira liberada dos terorristas do Daesh, Síria, maio de 2016 - Sputnik Brasil
Síria e Rússia liberaram mais de 12 mil km quadrados ocupados pelos terroristas
Segundo os dados do comando, os ataques da coalizão liderada pelos EUA contra as instalações importantes do Daesh excluíram a hipótese de o Daesh retornar suas posições e cortaram os terroristas de suas rotas de abastecimento.

"Continuam os combates violentos. Unidades da CAS mantêm suas posições e realizam ofensivas no norte e no sul da cidade, apesar de numerosos ataques do Daesh com o uso de veículos com explosivos, veículos blindados e muitas unidades de combatentes", diz o comunicado.

Um bombardeiro estratégico Tu-22, da Força Aeroespacial da Rússia, durante a operação na Síria - Sputnik Brasil
Rússia recomeça ataques de bombardeiros de longo alcance, grupo Daesh sofre pesadas baixas
No total, a coalizão liderada pelos EUA realizou durante a operação mais de 400 ataques na região de Manbij. Não há dados sobre baixas entre combatentes da CAS ou terroristas.

Os combates por Manbij na província de Aleppo, no norte da Síria, continuam já por mais de um mês. A população da cidade, antes do início do conflito no país, era de mais de 70 mil habitantes.

Antes, o especialista militar Hassan Hassan disse à agência noticiosa RIA Novosti que perto de Manbij estão as forças principais da CAS compostas por curdos e árabes. Por isso eles não têm oportunidade para realizar uma ofensiva contra a capital do Daesh – Raqqa.

Além disso, fontes na milícia curda disseram em 7 de julho que aviões da coalizão liderada pelos EUA deixaram de apoiar o grupo da oposição nos combates perto de Manbij.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала