Nicolás Maduro declara controle militar dos portos na Venezuela

Nos siga noTelegram
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta terça-feira que os portos marítimos do país passarão a ser controlados pelo exército, no âmbito do plano de combate à crise econômica.

"Hoje assumimos controle de cinco portos fundamentais do país: Guanta, La Guaira, Puerto Cabello, Maracaibo e Guamache", anunciou Maduro em programa da TV nacional.

Uma menina entre rolos e faixas de papel higiênico - Sputnik Brasil
Guerras de papel higiênico na Venezuela ganham força
Na segunda-feira, Maduro delegou às forças armadas a coordenação da distribuição de produtos e de medicamentos, no âmbito do plano de combate à escassez de produtos essenciais no país que vive uma dura crise econômica. O presidente criou um novo órgão, que controlará a compara, a venda e a distribuição de produtos alimentícios, medicamentos, produtos de higiene pessoal e de produtos de limpeza. O órgão será chefiado pelo ministro da Defesa, Valdimir Padrino.

O chefe de Estado da Venezuela decidiu nomear "uma autoridade única para cada um desses cinco portos" e designou o general Efraín Velasco Lugo como presidente da estatal Bolivariana de Portos, ente que administra as instalações de carga marítima do país. 

"Com esses nomeações os portos começarão a operar como devem", disse Maduro. Em primeiro lugar, o controle militar do portos e de uma série de empresas no país deve permitir vencer o cáos, que colabora para a corrupção, disse o presidente. Especialistas destacam que um dos objetivos das inspeções, que começaram a ser realizadas nos portos, é verificar a real quantidade de produtos importados.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала