Rainha do Reino Unido nomeará seu 13º primeiro-ministro nesta quarta-feira

© AFP 2022 / LEON NEALMinistra dos Assuntos Internos britânica Theresa May saí da residência do primeiro-ministro em Downing Street, 10, Londres, Reino Unido, 27 de junho de 2016
Ministra dos Assuntos Internos britânica Theresa May saí da residência do primeiro-ministro em Downing Street, 10, Londres, Reino Unido, 27 de junho de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A rainha da Grã-Bretanha, Elizabeth II, nomeará no dia 13 de julho, o seu 13º primeiro-ministro. Pela segunda vez na história do país o cargo de chefe do governo será ocupado por uma mulher.

Primeiro-ministro britânico David Cameron faz discurso depois de terem sido divulgados os resultados do referendo, Londres, Reino Unido, 24 de junho de 2016 - Sputnik Brasil
Cameron anunciou renúncia e cantarolou na saída, esquecendo de desligar o microfone
O caminho de Theresa May até o cargo de primeiro-ministro foi muito breve. Se passaram menos de três semanas desde o referendo sobre a permanência da Grã-Bretanha na UE, que provocou abalos sísmicos na política do Reino Unido. 

Logo após a divulgação dos resultados do referendo, no qual ficou clara a escolha dos britânicos a favor do Brexit, o primeiro-ministro David Cameron, que defendia a permanência na União Europeia, anunciou a intenção de renunciar.

Na segunda-feira (11), Theresa May se tornou a única candidata ao posto de primeiro-ministro britânico depois da sua rival, Andrea Leadsom, ter retirado a sua candidatura. No mesmo dia, Cameron antecipou sua renúncia para quarta-feira.

Uma das declarações mais importantes de May foi de que ela é contrária a qualquer tentativa de congelamento do processo de saída da Grã-Bretanha da UE, ou à realização de um novo referendo sobre o tema. Segundo May, o processo de saída da UE levará alguns anos e o artigo 50 do Tratado de Lisboa não será acionado até o fim do ano. Ou seja, a situação de britânicos residentes na UE, e de cidadãos da UE residentes na Grã-Bretanha, não será afetada no futuro próximo.  

Ministra dos Assuntos Internos do Reino Unido Theresa May fala aos jornalistas perto de entrada ao Palácio de Westminster, Londres, Reino Unido, 7 de julho de 2016 - Sputnik Brasil
Mudança de liderança britânica será já na quarta-feira
Também se sabe que May defende a reformulação da política de imigração. Ela possui fama de boa negociadora, o que promete ser útil durante o processo de negociação para saída da Grã-Bretanha da UE.

May será o 13º primeiro-ministro da rainha Elizabeth II. O primeiro premiê de Elizabeth II foi Winston Churchill. Pela primeira vez em 26 anos, desde o governo de Margaret Thatcher, o cargo de primeiro-ministro da Grã-Bretanhas será ocupado por uma mulher.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала