Chancelaria russa: 'OTAN está tentando conter ameaça inexistente vinda do Leste'

© Sputnik / Ramil Sitdikov / Abrir o banco de imagensMaria Zakharova, representante do Ministério das Relações Exteriores da Rússia
Maria Zakharova, representante do Ministério das Relações Exteriores da Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A OTAN está tentando conter uma ameaça russa que não existe, afirmou neste sábado (10) Maria Zakharova, representante do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, comentando os resultados da cúpula da Aliança em Varsóvia.

"Uma análise preliminar dos resultados da reunião mostra que a OTAN está continuando a existir dentro de um espaço militar e político visto 'através do espelho'. Apesar de interesses comuns de manutenção de paz e estabilidade na Europa e da necessidade de unir o potencial de todos os atores internacionais para combater aos desafios reais <…> de hoje, a Aliança concentra seus esforços para 'conter' a inexistente ameaça vinda do Leste", diz a nota, publicada no site do Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

​De acordo com o texto, Moscou está "estudando cuidadosamente as decisões da cúpula da OTAN que decorreu em 8-9 de julho na capital polonesa".

O secretário-geral da Aliança do Atlântico Norte, Jens Stoltenberg, declarou nesta sexta-feira (8) que a OTAN instalará quatro batalhões nos países Bálticos e na Polônia em 2017, compostos por tropas dos EUA, Canadá, Alemanha e Reino Unido.  

O Presidente russo Vladimir Putin e o primeiro-ministro grego Alexis Tsipras - Sputnik Brasil
Cavalo de Troia: o país que arruína a frente unida da OTAN contra Rússia
Segundo Stoltenberg, o "conceito estratégico" de sua organização não sofreu mudanças em relação à Rússia. Ele ressaltou que a OTAN não busca "um confronto", nem pretende fomentar "uma nova corrida armamentista".

A OTAN tem afirmado várias vezes sua intenção de posicionar suas tropas na Europa Oriental. Por sua vez, Moscou expressou seu descontentamento com as iniciativas da Aliança destinadas ao aumento da presença militar na fronteira com a Rússia e afirmou que tais ações são uma ameaça aos seus interesses e segurança nacional.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала