Obama pede que Putin não permita o aumento das ações militares em Donbass

© Sputnik / Aleksey Nikolskyi / Abrir o banco de imagensPresidente da Rússia, Vladimir Putin, e presidente dos EUA, Barack Obama
Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e presidente dos EUA, Barack Obama - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos EUA, Barack Obama, em uma conversa por telefone com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, nesta quarta-feira (6), pediu que o líder russo tome medidas para evitar o crescimento dos combates no leste da Ucrânia.

Soldados ucranianos perto de um tanque nas posições perto da cidade de Mariupol, em Donbass - Sputnik Brasil
Rússia está preocupada com instalação de novas forças ucranianas em Donbass
"O presidente Obama pediu que o Presidente Putin tome medidas para evitar um aumento acentuado nos combates no leste da Ucrânia e salientou a necessidade urgente de se avançar com a plena implementação dos acordos Minsk", disse a Casa Branca em um comunicado.

Anteriormente, o serviço de imprensa do Kremlin informou que Putin, em uma conversa com Obama, "reiterou a importância da estrita conformidade com os acordos Minsk por parte de Kiev… incluindo o estabelecimento de um diálogo direto real com as regiões Donetsk e Lugansk, prestação de anistia e um estatuto especial para as regiões de Donetsk e Lugansk, além do desenvolvimento conjunto da lei sobre as eleições locais".

Há mais de dois anos o Leste da Ucrânia está mergulhado em um conflito entre as forças de Kiev e as autoproclamadas repúblicas de Donetsk e Lugansk.

A ONU estima mais de 9.400 mortos e mais de 21.800 feridos pelo conflito. Apesar do regime de cessar-fogo estar em vigor, são constantes os relatos de violação.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала