A queda do herói: paraolímpico sul-africano condenado a seis anos por matar namorada

© REUTERS / SAFRICA-PISTORIUS/Paraolímpico Oscar Pistorius na sua condenação pela morte de sua namorada Reeva Steenkamp na Alta Corte em Pretória, em 15 de junho, 2016
Paraolímpico Oscar Pistorius na sua condenação pela morte de sua namorada Reeva Steenkamp na Alta Corte em Pretória, em 15 de junho, 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O campeão sul-africano paraolímpico Oscar Pistorius foi condenado a seis anos de prisão quarta-feira (6) por um tribunal de Pretória por disparar contra sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, em 2013, informou a Reuters.

Ao ler a sentença, o juiz chamou ao atleta de “herói decaído". 

Liga Mundial de Vôlei em Tampere, na Finlândia (2013) - Sputnik Brasil
Jogadores de vôlei da seleção cubana são detidos na Finlândia por suspeita de estupro
O atleta, de 29 anos, tem próteses nas duas pernas e entrou na história do desporto ao participar nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012. Desde 20 de outubro de 2015, Pistorius estava em prisão domiciliária em Pretória, depois de ter passado um ano na prisão. No entanto, em dezembro do mesmo ano, o Supremo Tribunal de Última Instância anulou a sentença para provar que Pistorius teve a intenção de matar sua parceira. A promotoria pediu uma pena mínima de 15 anos, enquanto a defesa pediu que a sentença fosse alterada para  trabalho social.

Reeva Steenkamp foi morta no dia 14 de fevereiro de 2013, na casa que partilhava com Pistorius. O atleta defendeu-se dizendo que se tratou de um acidente — confundiu a namorada com um intruso e disparou quatro tiros sobre ela, quando esta estava dentro de uma das casas de banho da casa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала