Opinião: Ocidente faz Erdogan se reconciliar com Rússia

© AFP 2022 / ADEM ALTANO presidente russo, Vladimir Putin, em encontro com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Ancara, em dezembro de 2014
O presidente russo, Vladimir Putin, em encontro com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em Ancara, em dezembro de 2014 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O cientista político e especialista em assuntos da Rússia, Fatih Ozbay, comenta numa entrevista à Sputnik o processo de normalização das relações entre a Rússia e a Turquia, que ganha mais força a cada novo dia.

Syrian refugees wander around a refugee camp in Suruc, on the Turkey-Syria border, Friday, June 19, 2015 - Sputnik Brasil
Erdogan: Turquia está disposta a naturalizar refugiados sírios
Analisando as razões dos atos das autoridades turcas, que deram um passo para melhorar as relações, Ozbay assinalou que isto foi causado pela crítica do Ocidente às tendências autocratas e ditatórias na Turquia, bem como pelos graves problemas econômicos que enfrenta o país.

Além disso, o especialista disse que, "os passos em direção à normalização das relações com a Rússia deram ao governo turco uma série de trunfos na política interna".

"O processo de melhoria das relações turco-russas é causado por uma série de fatores. São os problemas da Turquia com o mundo ocidental, que surgem constantemente por causa da política externa de Ankara, especialmente na Síria e no Iraque. Esta crítica é dura contra a transformação da Turquia numa ditadura com violações constantes dos direitos e liberdades dos cidadãos. Isso e os graves problemas econômicos que o país enfrenta. No fim de contas, Ankara, tentando se livrar do peso de todos esses problemas, decidiu optar por uma mudança drástica das relações com a Rússia".

Ozbay assinalou que a Rússia sempre considerou a Turquia como um país estrategicamente importante do ponto de vista geopolítico.

Anitkabir, o mausoléu de Mustafa Kemal Atatürk em Akara, Turquia - Sputnik Brasil
Erdogan pede desculpas pela morte do piloto de Su-24 em carta a Putin
"A Turquia tem o estatuto de parceiro no âmbito de OCX (A Organização para Cooperação de Xangai). Acho que no fundo da aproximação de dois países, que começou depois de entrega da carta, está a questão do mar Negro e do Mediterrâneo Oriental. Lembramos que a OTAN realizou nos últimos tempos exercícios militares de grande escala no mar Negro. A mesma Ucrânia anuncia sua prontidão para ‘abrir seus portos’. De ponto de vista da Rússia, a Turquia, apesar de suas posições abaladas, podia mudar o equilíbrio de poderes na região. Neste contexto, a Rússia não quer 'queimar as pontes' com a Turquia".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала