Argentina: 4 milhões de novos pobres desde o início do Governo Macri

© REUTERS / Jorge AdornoPresidente da Argentina, Mauricio Macri
Presidente da Argentina, Mauricio Macri - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
De acordo com pesquisas divulgadas hoje (4) por agências de estatística da Argentina, desde dezembro de 2015, quando Mauricio Macri assumiu a presidência, o país registrou mais de quatro milhões de novos pobres.

Presidente da Argentina, Mauricio Macri, na cerimônia de inauguração de seu mandato na Casa Rosada, 10 de dezembro de 2015 - Sputnik Brasil
Argentinos perderam quase 90 mil empregos formais desde a posse de Macri
Também durante esse período foi observado um aumento da indigência, que na maioria dos estudos, como no realizado pelo Centro de Economia Política Argentina (CEPA) junto com o Instituto de Economia Popular (INDEP), subiu de 5 por cento para 7 por cento, segundo relata a TeleSur.

O relatório do CEPA e do INDEP nota que a pobreza na cidade de Buenos Aires, desde o final do ano passado, subiu de 24,4 por cento para 31,42 por cento em março e, em seguida, para a 33,25. Isso, segundo os pesquisadores, significa um aumento de 1,7 milhão de pessoas em situação de pobreza na capital argentina.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала