Marinheiros americanos 'continuaram ajoelhados'

© AFP 2022 / Manpreet ROMANASoldado da marinha norte-americana
Soldado da marinha norte-americana - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A posição de Washington sobre a detenção dos torpedeiros da Marinha dos EUA nas águas de Irã é contraditória.

Na quarta-feira os EUA anunciaram que nove marinheiros vão ser punidos por causa do incidente da detenção de torpedeiros americanos pelos iranianos e realmente reconheceram a sua culpa neste incidente. Mas na quinta se verificou que nem tudo é assim tão simples.

O Irã violou o direito internacional detendo os torpedeiros americanos em janeiro deste ano, disse o chefe de Operações Navais da Marinha dos EUA, almirante John Richardson.

"Os dois torpedeiros e suas tripulações tinham todo o direito de estar onde eles estavam naquele dia. A investigação concluiu que o Irã violou o direito internacional, impedindo a passagem pacífica dos torpedeiros, violando a soberania, subindo a bordo, pesquisando e fazendo fotos e filmando a tripulação", disse Richardson numa conferência de imprensa sobre os resultados da investigação.

O navio de patrulha russo Yaroslav Mudry - Sputnik Brasil
Provocações da Marinha dos EUA significam 'falta de cortesia marítima'
Os erros das tripulações americanas não foram mencionados especificamente. De acordo com os funcionários do Pentágono, "as ações das tripulações não satisfazem as expectativas que são promovidas entre os marinheiros americanos". De acordo com os resultados da investigação, oito membros da tripulação serão punidos por aplicação de medidas disciplinares, o nono, que era o capitão, já tinha sido despedido e, portanto, não será punido.

Um especialista em assuntos americanos iraniano, membro do Conselho Científico e do Departamento de Pesquisa dos problemas dos EUA da Universidade de Teerã Fouad Izadi, comentou a situação numa entrevista à Sputnik:

Treinamento dos combatentes da unidade Navy SEALs dos EUA - Sputnik Brasil
Menina de 9 anos supera prova física das forças especiais da Marinha dos EUA
"Em primeiro lugar, quando em janeiro deste ano aconteceu isso com os marinheiros, se intensificou a retórica anti-iraniana de muitas autoridades dos EUA. Elas apresentam tudo isso em um cenário em que os marinheiros americanos supostamente se terão desencaminhado, e que por acaso entraram nas águas do Irã, e que a República Islâmica imediatamente os condenou. <…> Agora, ao longo do tempo, a situação mudou e mostra que no acontecimento do mês de janeiro não há nenhuma culpa do Irã, que fez tudo no âmbito do direito internacional. Os culpados deste incidente são os mesmos marinheiros americanos, pelo que, realmente, devem ser punidos”.

O especialista observa que durante a detenção os marinheiros americanos mostraram verdadeira fraqueza e ficaram muito abatidos com este acontecimento, choraram e se arrependeram de suas ações, admitindo seu erro. Os Estados Unidos falam por todo o mundo sobre seu poder e valentia, mas seus soldados se veem deprimidos, covardes e rendidos. Portanto, é compreensível que a Marinha dos EUA tenha decidido punir os nove marinheiros depois do incidente.

"Em geral, podemos concluir que os Estados Unidos, seja em relações construtivas, ou seja em situações de conflito com qualquer Estado, sempre usam padrões duplos. Eles sempre demonstram agressividade, crueldade, enquanto demandam do lado oposto condescendência e bondade. Mesmo que um país mostre contenção e neutralidade, os EUA pressionam-no", concluiu o especialista.

Lembramos que no dia 18 de janeiro os navios estavam se deslocando entre o Kuwait e o Bahrein, quando os EUA perderam o contato com as tripulações. Depois se esclareceu que o Irã deteve os 10 militares da Marinha dos Estados Unidos e duas pequenos embarcações que estavam à deriva em águas iranianas com problemas técnicos. O Irã publicou um vídeo em que os marinheiros americanos estão de joelhos com as mãos atrás da cabeça, alguns choram. Os marinheiros foram liberados algumas horas depois da detenção. O secretário de Estado dos EUA John Kerry descreveu isto como um tratamento "inadequado" para com os marinheiros.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала