Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Coletor de lixo ou de informação?

© Foto / NASA/Reid WisemanA Terra vista da Estação Espacial Internacional
A Terra vista da Estação Espacial Internacional - Sputnik Brasil
Nos siga no
A pequena nave espacial china lançada recentemente poderia cumprir missões militares em vez da função de coletar fragmentos cósmicos, garantem os especialistas citados pela imprensa de Hong Kong.

O foguete Longa Marcha 7 colocou em órbita, neste sábado, o robô Roaming Dragon, equipado com um braço que, segundo Pequim, deve pegar restos de velhos satélites e os devolver à Terra ou jogar sem perigo para o oceano.

China’s Long March-7 rocket boasts special design feature - Sputnik Brasil
China lança nova geração de foguetes Longa Marcha 7
No entanto, um pesquisador do Observatório Astronômico Nacional, em Pequim, disse em declarações ao jornal South China Morning Post, que "não é realista recolher todos os restos com robôs, há centenas de milhões de peças flutuando lá fora".

A fonte, que não se identificou, disse que o braço metálico do robô poderia servir como uma arma de dissuasão e de ser dirigida contra satélites inimigos em tempos de guerra.

A China realizou um teste antissatélites em 2007 com um míssil que destruiu uma base meteorológica chinesa já em desuso e que provocou críticas globais pelo alto volume de lixo que originou.

"Desta vez ninguém irá culpar a China", acrescentou o especialista. Alguns governos acusaram a China de querer militarizar o espaço.

Painel de apresentação do GLONASS - Sputnik Brasil
Rússia apresenta seu sistema de posicionamento por satélite na China
Outro engenheiro citado garante que a tecnologia para recolher lixo espacial é um "experimento ousado", com muitas possibilidades de fracassar.

"Parece simples, mas levanta uma série de desafios, alguns dos quais não foram resolvidos por nenhum país ainda", diz o especialista, que acrescenta que o desenvolvimento dessa tecnologia tem sido apoiada, principalmente, pelo Exército e se tem mantido confidencial.

As dificuldades residem na complexidade que é para um braço de robô, em primeiro lugar, identificar a natureza de um objeto flutuando no espaço e depois o apresar.

China lança o foguete Longa Marcha 6 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Brasil e China retomam projeto de satélite a ser lançado em 2018
Tang Yagang, cientista da Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespacial da China, assegurou recentemente que o Roaming Dragon é apenas o primeiro de uma série de robôs com a missão de limpar o espaço.

"A China, um país grande, com responsabilidades, se comprometeu a controlar e reduzir o lixo espacial. Para cumprir com suas obrigações, o nosso país está desenvolvendo uma tecnologia avançada", afirmou.

Tanto os Estados Unidos como a Europa também estão trabalhando em seus próprios sistemas de coleta de lixo. O protótipo chinês é relativamente pequeno e pesa apenas algumas centenas de quilos, o que pode ser produzido e enviado ao espaço em massa.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала