Portugal: Bloco de Esquerda pedirá referendo se Bruxelas impuser sanções

© AP Photo / Francisco SecoManifestantes protestam contra privatização de empresa em Portugal
Manifestantes protestam contra privatização de empresa em Portugal - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Deputada e porta-voz do BE, Catarina Martins fez anúncio ao término da convenção do partido, neste domingo.

A bandeira de Portugal durante manifestações de 25 de abril, 2016 - Sputnik Brasil
Brexit: partido português quer referendo no país
Com o Brexit confirmado na última quinta-feira, quando os eleitores britânicos votaram para que o Reino Unido deixe de fazer parte da União Europeia, vários países já repensam sua participação no bloco. Em Portugal, o Bloco de Esquerda deixou clara sua posição neste domingo, quando sua porta-voz foi incisiva:

“A União Europeia não nos vai continuar a pisar. No próximo Conselho Europeu, o Governo português deve ter uma prioridade: a recusa das sanções com que a Comissão Europeia ameaça Portugal”, disse, segundo o Público.

Catarina Martins também enfatizou que se a Comissão Europeia tomar a iniciativa “gravíssima de aplicar uma sanção inédita e inaceitável e provocatória a Portugal, pelo mau desempenho das contas de Passos Coelho e Maria Luís Albuquerque, entre 2013 e 2015, [está a declarar] guerra a Portugal”.

No sábado, o Partido Popular Monárquico (PPM) defendeu a realização de um referendo em Portugal no estilo Brexit.

"A integração de Portugal à União Europeia nunca foi aprovada diretamente pelo povo português. Portugal constitui exceção chocante no contexto de uma Europa em que quase todos os povos europeus já foram chamados a se pronunciar sobre o processo de integração dos seus países", destacou, em nota, o presidente da comissão política nacional do PPM, Paulo Estêvão, citado pela Agência Lusa.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала