Brexit terá consequências para a Europa e para a Rússia

© Sputnik / Maksim Blinov / Abrir o banco de imagensImagem de Vladimir Putin transmitida em uma tela durante o fórum econômico SPIEF 2016
Imagem de Vladimir Putin transmitida em uma tela durante o fórum econômico SPIEF 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Vladimir Putin discursando depois da cúpula da SCO,comentou o resultado do Brexit.

Dois ativistas com a bandeira da UE e Union Jack pintadas em suas caras beijam-se em frente ao Portão de Brandenburgo para protestar contra Brexit em Berlim. 19 de junho e 2016 - Sputnik Brasil
Mundo chocado com decisão dos britânicos
"Antes da votação no Reino Unido e depois dela, eu já disse que nós nunca intervimos, nunca declarámos nada a este respeito, nos comportámos, do meu ponto de vista, de modo muito correto, e claro, acompanhámos com muita atenção os acontecimentos, mas de jeito nenhum influenciámos este processo, nem nunca tentámos fazer isso", disse o presidente da Rússia.

Vladimir Putin afirmou que as autoridades russas analisarão as consequências do referendo no Reino Unido e da decisão de saída do país da UE, e tentarão minimizar o impacto negativo do Brexit na economia russa.

Também presidente russo descarta que o Brexit afete a política europeia de sanções.

"No que se refere à política de sanções, não acho que [Brexit] influencie nossas relações com a UE nesse aspecto", disse à imprensa.

Primeiro-ministro britânico David Cameron na reunião durante a cúpula do G20 - Sputnik Brasil
Putin dá resposta contundente a Cameron sobre Brexit
Ele lembrou que não foi a Rússia quem impôs sanções, o país apenas tomou medidas de resposta às restrições impostas contra si. Putin disse que a Rússia está disposta a responder de forma positiva às decisões apropriadas em relação às sanções. O líder russo acrescentou que a Rússia irá corrigir, caso necessário, sua política econômica e suas relações com a UE.

Vladimir Putin tembém alertou para o fato de a situação da segurança na União Europeia ter piorado com a crise migratória como pano de fundo.

"Aparentemente, as pessoas não estão satisfeitas com a situação da segurança, que hoje em dia se deteriorou bruscamente em um contexto de fortes processos migratórios", disse Putin.

"As consequências terão um caráter global. Repito: elas são inevitáveis. Elas vão ser positivas e negativas. Os mercados, é claro, darão uma queda, já deram, mas durante o médio prazo tudo vai recuperar com certeza. O que haverá mais adiante – de positivo e de negativo – será a vida a mostrar, a prática", disse Putin, falando após a cúpula da SCO.

Libra estrelina - Sputnik Brasil
G7: apesar do Brexit, economia da Grã-Bretanha segue estável
"Esta foi uma escolha dos cidadãos britânicos. Nós nunca intervimos, não estamos intervindo e não vamos intervir. Ao que parece, agora vão ser realizados alguns procedimentos formais ligados à decisão dos britânicos sobre a saída da UE, nós vamos acompanhar este processo com muita atenção", declarou Putin.

O presidente russo também refere que a Rússia irá responder à UE de maneira positiva quando os parceiros estiverem "maduros" para o diálogo construtivo com a Rússia. O país está pronto para isso e deseja isso, disse ele.

O histórico referendo sobre a saída do Reino Unido da UE foi realizado no dia 23 de junho. Segundo os dados oficiais, a favor do 'Brexit' votaram 51,9 por cento dos britânicos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала