EUA preparam jornalistas na Lituânia e Ucrânia contra 'propaganda russa'

© AFP 2022 / GERARD CERLESEuropeus não acreditam no que mídia diz sobre Ucrânia
Europeus não acreditam no que mídia diz sobre Ucrânia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As candidatas aos cargos de embaixador na Lituânia e na Ucrânia, Anne Hall e Marie Yovanovitch, revelaram nesta terça-feira (21), durante uma audiência de aprovação de suas candidaturas no Senado americano, que os EUA estão preparando jornalistas nesses dois países para enfrentar a "prograganda russa".

"Trabalhamos com os lituanos na preparação de jornalistas. Também incluímos repórteres russofonos em nossos programas" – disse Hall.

Nas suas palavras, a "Lituânia se deparou com a propaganda russa no decorrer de muito tempo, mas, na verdade, essa propaganda nunca cessou de existir". Segundo a diplomata, "a sofisticação dessa propagando aumentou após 2014".

Kremlin de Moscou - Sputnik Brasil
Kremlin explica como surge a ideia da 'ameaça russa' aos Países Bálticos
Hall acredita que, apesar de o noticiário supostamente tendencioso da Rússia ser direcionado principalmente para a população de origem russa da Lituânia, o mesmo "poder levar uma influência destruidora sobre a sociedade como um todo".

Yovanovitch, por sua vez, ao abordar o tema da Ucrânia, destacou que os EUA "criar oportunidades para que a comunidade [ucraniana] jornalística seja capaz de 'combater' a propaganda russa por conta própria". Nas suas palavras, para isso os EUA "possuem uma série de programas".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала