Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Parlamentar russo: 'ideia louca' dos EUA não surtiu efeito

© Sputnik / Vladimir Sergeyev / Abrir o banco de imagensBandeiras da Rússia e União Europeia
Bandeiras da Rússia e União Europeia - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os contatos internacionais entre a Duma de Estado (câmara baixa do parlamento russo) e a União Europeia evoluíram, apesar da ideia "louca" de Washington de isolar a Rússia, afirmou o presidente da câmara Sergei Naryshkin nesta quarta (15).
© Sputnik / Alexey Filippov / Abrir o banco de imagensSergei Naryshkin, diretor do Serviço de Inteligência da Rússia
Sergei Naryshkin,  diretor do Serviço de Inteligência da Rússia - Sputnik Brasil
Sergei Naryshkin, diretor do Serviço de Inteligência da Rússia

O presidente da Duma de Estado observou que até o final das sessões plenárias da câmara baixa faltam apenas uma semana e meia, e que ele gostaria de mostrar os resultados das atividades no âmbito da cooperação internacional e diplomacia parlamentar.

"É significativo que, nesta sexta legislatura da Duma do Estado, os nossos contatos internacionais evoluíram de forma mais intensa do que nunca, não somente na Ásia e em direção do nordeste, mas também, por muito estranho que pareça, na zona europeia. Isto apesar do fato de que em 2014 a ideia 'louca' de Washington de isolar a Rússia capturou as mentes de uma grande parte da elite europeia. Esta nova edição da estratégia de contenção tornou-se uma fonte de provocações regulares e de propaganda antirussa", disse Naryshkin durante a sessão plenária.

Segundo ele, todas as reuniões dos deputados com parceiros estrangeiros, especialmente na Crimeia, causaram uma "verdadeira histeria" em Washington e Bruxelas.

Presidente da Rússia Vladimir Putin no Fórum Econômico Internacional em São Petersburgo. - Sputnik Brasil
Fórum de São Petersburgo abrirá portas para o diálogo Rússia-UE, afirma premiê italiano
As relações entre a Rússia e o Ocidente deterioraram-se por conta da situação na Ucrânia. Em julho de 2014, a UE e os Estados Unidos aplicaram sanções pontuais contra certas personalidades e empresas da Rússia. Em seguida, foram implementadas medidas restritivas a setores inteiros da economia russa. Em resposta, a Rússia restringiu a importação de produtos alimentares de países que impuseram as sanções. Moscou tem afirmado repetidamente que não tem interferência no conflito interno ucraniano e que está interessada na resolução pacífica do confronto.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала