Pushkov comenta declaração sobre 'conquista dos Países Bálticos em 60 horas'

© Sputnik / Vladimir Fedorenko / Abrir o banco de imagensAleksei Pushkov, presidente do Comitê de Relações Exteriores da Duma de Estado, na reunião da APCE
Aleksei Pushkov, presidente do Comitê de Relações Exteriores da Duma de Estado, na reunião da APCE - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A declaração do Pentágono em como a Rússia poderia ocupar os Estados Bálticos em um prazo de 60 horas é vista por Aleksei Pushkov, presidente da Comissão dos Assuntos Externos da Duma Federal russa, como um desejo dos Estados Unidos para argumentar um envio adicional de tropas dos EUA para a região.

"Todas as coisas que vêm do Pentágono sobre a ‘ameaça russa de conquistar o Báltico durante 60 horas’, são precisas apenas para implantar lá o Exército dos EUA", escreveu Pushkov na sua conta no Twitter.

Ensaio para a parada do dia da Marinha da Rússia em Baltiysk. A Frota do Báltico. - Sputnik Brasil
Pentágono: OTAN seria incapaz de deter um ataque da Rússia no Báltico
Antes, o vice-assessor do ministro de Defesa dos EUA, Michael Carpenter, reconheceu que Rússia vai precisar de 60 horas para conquistar Tallinn e Riga. Esta conclusão foi feita pela agência de pesquisas RAND. O funcionário também acrescentou que se o cenário se tornar realidade, a OTAN e os EUA não poderiam ajudar os Países Bálticos, escreve o The Weekly Standard.

A OTAN planeja posicionar uma divisão militar internacional em cada um dos três países da região do Báltico e uma quarta divisão na Polônia. A decisão final sobre o contingente desses exércitos será definida na reunião de cúpula da Aliança, nos dias 8 e 9 de julho, em Varsóvia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала