Ciclista espanhol tatua matrioskas em homenagem à Rússia

© Sputnik / Konstantín ChalábovEl ciclista de origen español del equipo ruso 'Katiusha', Joaquim Rodríguez
El ciclista de origen español del equipo ruso 'Katiusha', Joaquim Rodríguez - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O braço direito do ciclista espanhol Joaquim Rodríguez, da equipe espanhola Katiusha, tem agora duas matrioskas.

O atleta de 37 anos afirmou à imprensa russa que ele mesmo imaginou o desenho das duas peças - uma de pé e a outra encostada.

“A matrioska que está de pé significa o símbolo da equipe russa, sua alma… A matrioska pequena que está triste e chora reflete minha derrota no Campeonato Mundial de Florença, em 2013, quando fui o segundo colocado”, explicou o cilclista.

Joaquim Rodríguez mantém a esperança de mais vitórias no futuro, inclusive nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, e que a quantidade de peças tatuadas aumente.

.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала