Obama prorroga sanções contra autoridades da Bielorrússia

© Sputnik / Sergei Guneyev / Abrir o banco de imagensPresidente russo Vladimir Putin e o presidente bielorrusso Aleksandr Lukashenko durante a reunião do Supremo Conselho de Estado da União da Rússia e Bielorrússia, Minsk, Bielorrússia, 25 de fevereiro de 2016
Presidente russo Vladimir Putin e o presidente bielorrusso Aleksandr Lukashenko durante a reunião do Supremo Conselho de Estado da União da Rússia e Bielorrússia, Minsk, Bielorrússia, 25 de fevereiro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos EUA Barack Obama prorrogou em mais um ano as sanções adotados por Washington contra uma série de representantes do governo da Bielorrússia.

"As ações e a política praticada por certos membros do governo da Bielorrússia continuam representando uma ameaça incomum e extraordinária à segurança nacional e à política externa dos EUA. Diantes disso, o regime de emergência [em relação à Bielorrússia], anunciado em 16 de junho de 2006, deve ser prorrogado após 16 de julho de 2016" – diz o decreto executivo assinado por Obama e divulgado nesta sexta-feira (10) pela Casa Branca.

Presidente da Bielorrússia Aleksandr Lukashenko - Sputnik Brasil
UE levanta formalmente as sanções contra a Bielorrússia
Vale lembrar, que em fevereiro deste ano a União Europeia (UE) suspendeu formalmente quase todas as suas sanções contra a Bielorrússia, incluindo as contra o Presidente Aleksandr Lukashenko, reconhecendo melhoras nos relatórios de direitos humanos do país. Os chanceleres do bloco tomaram a respectiva decisão depois que os últimos presos políticos bielorrussos foram libertados. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала