Pyongyang propõe reunificação

Nos siga noTelegram
A Coreia do Norte lançou a proposta de realização de uma reunião intercoreana para estudar os assuntos da reunificação, que poderá supostamente ocorrer no 71º aniversário da libertação da península do domínio colonial japonês.

A proposta revolucionária, divulgada pela Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA, na sigla em inglês) hoje (10), faz parte do apelo "a todos os coreanos" anunciado durante a conferência de imprensa dos estadistas e políticos norte-coreanos no dia anterior.

Militares norte-coreanos - Sputnik Brasil
Pyongyang reclama de espionagem e ameaça reagir

"Propomos realizar uma reunião solene de toda a nação para deliberar a reunificação, a coincidir com o 71º aniversário da libertação da Coreia. Esta proposta é motivada pelo forte desejo de melhorar as relações entre as Coreias e cumprir a tarefa de unificação nacional por meio de esforços conjuntos de todos os coreanos", diz o comunicado, citado pela agência de notícias sul-coreana Yonhap.

O documento apela ainda à Coreia do Sul e aos EUA para suspenderem os exercícios militares conjuntos.

Esta proposta de reestabelecer o diálogo, que, a propósito, não foi a primeira depois de o líder da Coreia do Norte Kim Jong-um chamar ao melhoramento das relações com o Sul durante o congresso do partido realizado este maio, foi rejeitada na hora por Seul como um truque de propaganda.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала