Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Muhammad Ali é sepultado na cidade natal

© AFP 2021 / JIM WATSON Muhammad Ali é sepultado na cidade natal
Muhammad Ali é sepultado na cidade natal - Sputnik Brasil
Nos siga no
O ex-campeão mundial de pesos pesados Muhammad Ali, um dos maiores atletas do século 20, que morreu há uma semana, aos 74 anos, foi sepultado nesta sexta-feira (10) em sua cidade natal, Louisville, no estado norte-americano de Kentucky, informou Agência Brasil.

O lutador foi enterrado no cemitério da cidade, em uma cerimônia privativa da família. Na lápide, estava escrito simplesmente: Ali.

Funeral de Muhammad Ali no Freedom Hall, Louisville, Kentucky - Sputnik Brasil
Funeral de Muhammad Ali reúne milhares nos EUA
Antes do enterro, em um caixão vermelho-cereja, envolto em uma tapeçaria islâmica, o corpo do ex-atleta foi carregado em um carro fúnebre acompanhado por amigos e celebridades, entre elas os ex-boxeadores Mike Tyson e Lennox Lewis e o ator Will Smith. Os nove filhos de Ali, sua esposa, duas ex-esposas e outros parentes se juntaram ao cortejo fúnebre.

Segundo a prefeitura de Louisville, mais de 100 mil pessoas participaram nas ruas das homenagens a Muhammad Ali. Muitas vieram de outras cidades dos Estados Unidos e também do exterior.

Depois do enterro, o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton e celebridades como os atores Billy Crystal e Will Smith e o ex-boxeador Mike Tyson participaram de uma cerimônia ecumênica em uma arena de esportes da cidade, com capacidade para 20 mil pessoas, totalmente lotada. A cerimônia começou com orações muçulmanas.

Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, durante cúpula do G20 em 15 de novembro na Turquia - Sputnik Brasil
Presidente turco não consegue rezar em funeral de Muhammad Ali
O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, que veio especialmente aos Estados Unidos para participar dos dias de funeral de Muhammad Ali, voltou para seu país antes do tempo previsto. Segundo o jornal World Tribune, uma das versões para a partida antecipada de Erdogan era que ele queria colocar no caixão um pedaço de tecido retirado de uma mesquita de Meca, cidade sagrada dos muçulmanos. O desejo de Erdogan, porém, não teria sido atendido pelo cerimonial. Outra versão é que Erdogan queria recitar versos do Corão durante a solenidade ecumênica, mas a solicitação não teria sido aceita.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала