Queimada viva por casar com a pessoa errada

Nos siga noTelegram
Uma adolescente de 16 anos foi queimada pela sua própria mãe por ter casado sem autorização.

Lahore, uma cidade no Paquistão, foi o cenário do crime, que poderia ter sido tirado do roteiro de um dos filmes de Tarantino.

Flag of the Islamic Republic of Pakistan - Sputnik Brasil
Jovem paquistanesa é queimada viva após recusar casamento
Zeenat Rafiq foi queimada pela sua progenitora, que jogou querosene nela na sua própria casa.

O marido da adolescente declarou que, alguns dias depois do casamento, a família tentara convencer Zeenat a voltar para casa.

“No começo ela não quis voltar para a família porque acreditava que lá iriam matá-la. Entretanto, depois de um dos seus tios assegurar a sua segurança, ela voltou”- disse o marido ao Channel News Asia.

A família da vítima admitiu a responsabilidade pelo ato, que é considerado um crime de honra no Paquistão, segundo informou a polícia.

A rebeldia contra as normas impostas pela família foi causa de punição e morte de pelo menos 923 mulheres em 2015, segundo reportado pela Comissão de Direitos Humanos do Paquistão.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала