Hamas reivindica atentado em Tel Aviv

© AFP 2022 / JACK GUEZ / Abrir o banco de imagensTiroteio em Tel Aviv
Tiroteio em Tel Aviv - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O atentado ocorrido na última quarta-feira (9) em um centro comercial de luxo em Tel Aviv, em Israel, foi reivindicado pelo grupo Hamas, que controla a Faixa de Gaza.

De acordo com a imprensa palestina, dois atiradores palestinos abriram fogo contra israelenses que se encontravam no centro comercial. Os atiradores foram identificados como Muhammad e Khalid Muhamra, que viviam no povoado de Yatta, cerca de 50 quilômetros de Tel-Aviv. 

Jaffa, Tel Aviv - Sputnik Brasil
Turista americano é morto a facadas em Tel Aviv
Por conta do atentado, o governo israelense suspendeu mais de duzentas permissões de trabalho para palestinos residentes em Yatta, todos familiares dos dois atiradores. A imprensa israelense noticiou que outras 83 mil permissões podem ser suspensas para palestinos. 

Muhammad e Khalid Muhamra entraram em um restaurante do Sarona Market vestidos de judeus ortodoxos na noite de ontem e dispararam contra pessoas que estavam no local. Quatro israelenses morreram e pelo menos seis ficaram feridos.

Um dos atiradores foi atingido pela segurança local e está no hospital e o outro foi levado para prestar depoimento. 

O Ministério das Relações Exteriores russo publicou uma nota no site oficial da chancelaria condenando de forma “incondicional e decidida” o atentado em Tel Aviv.

"Moscou condena decidida e incondicionalmente o ato criminoso em Tel Aviv, como qualquer expressão do terrorismo da qual  civis inocentes sofrem”, disse o comunicado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала