Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA usaram nanoarma para matar Hugo Chavez?

© AFP 2021 / JEWEL SAMADO foto de ex-presidente venezuelano Hugo Chávez na mesa da ministra conselheira da missão mexicana nos EUA
O foto de ex-presidente venezuelano Hugo Chávez na mesa da ministra conselheira da missão mexicana nos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga no
Uma nanoarma americana foi a causa da morte do ex-presidente venezuelano Hugo Chávez, informou nesta segunda (6) o site Aporrea desse país.

O portal venezuelano afirma que a arma biológica, usada pelo governo dos Estados Unidos para matar o líder do país, é capaz de transportar nanopartículas que podem provocar vários tipos de doenças, tais como ataques cardíacos, AVC ou insuficiência respiratória, entre outros.

"O tempo de ativação da nanoarma estadunidense pode ser programado. As nanopartículas não deixam quaisquer vestígios no corpo humano após sua utilização por serem biodegradáveis. Também podem ser transmitidas oralmente, por via injetada ou através da respiração", escreve o Aporrea.

A publicação informa que, além de Chávez, os EUA supostamente planejavam eliminar do mesmo jeito seis outros líderes latino-americanos.

Uma mulher anda com uma menina em frente do grafite do Uncle Sam em Caracas - Sputnik Brasil
Chávez morreu tentando acabar com ditadura do dólar, diz vice-presidente da Venezuela
À exceção de Nestor Kirchner, que morreu em outubro de 2010 depois de um ataque cardíaco, os outros chefes de Estado sobreviveram. O Aporrea reiterou que "não foi coincidência que os cinco presidentes latino-americanos Fernando Lugo, Dilma Rousseff, Lula da Silva, Cristina Fernández de Kirchner e Juan Manuel Santos tenham tido câncer", que lhes apareceu com apenas alguns meses de diferença.

Segundo o portal, o governo dos Estados Unidos começou desenvolvendo sua nanoarma em 2003, depois do então presidente George W. Bush ter assinado a Lei de Investigação e Desenvolvimento da Nanotecnologia, com um orçamento de cerca de 3,7 milhões de dólares.

© AFP 2021 / DON EMMERTO ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Elias Jaua, fala sobre o ex-presidente do país Hugo Chávez na conferência da ONU em Nova York em 13 de março de 2013
O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Elias Jaua, fala sobre o ex-presidente do país Hugo Chávez na conferência da ONU em Nova York  em 13 de março de 2013 - Sputnik Brasil
O ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Elias Jaua, fala sobre o ex-presidente do país Hugo Chávez na conferência da ONU em Nova York em 13 de março de 2013

Não é a primeira vez que os meios de comunicação venezuelanos acusam os EUA de "assassinar" líderes latino-americanos.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала