'Quando damos violência, recebemos violência'

Nos siga noTelegram
A última emissão de A Vida Nas Cartas - o Dilema causou uma acesa controvérsia pública. A apresentadora do show português do canal SIC, Carla Duarte, deu conselhos a uma espetadora que tinha telefonado durante a transmissão para pedir ajuda e dizer que o marido batia nela.

Manifestação contra a cultura do estupro no Rio de Janeiro - Sputnik Brasil
Cultura feminista: 6 dicas para ler, ver, pensar e rir na internet brasileira
O conselho foi bastante estranho, Carla Duarte disse que ficasse calma e tivesse paciência. Porque quem procura conflito sempre o acha. Habitualmente as mulheres pedem ajuda aos cartomantes quando querem ouvir alguma coisa sobre saúde, amantes do marido, caso existem, e outras coisas parecidas.

A edição portuguesa Público cita frases da apresentadora:

"O que interessa se ele tem alguém ou não, mediante o que você tem em casa? Para já, ele não tem ninguém. Está aqui sozinho. Ah. Ele quer uma mãe, não quer uma mulher."

"Se você recebe violência, corte este ciclo e não dê violência, nem que seja por palavras ou… mime-o. Por muito difícil que isso seja, por muito difícil que isso seja." Mais um conselho prático de Carla Duarte.

Logo depois apareceu a publicação da jornalista da RTP, que foi partilhada por muitos usuários.

O Público também cita o representante da APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima). Segundo ele, a mídia tem que ter cuidado quando fala sobre assuntos parecidos, não se deve "culpabilizar a vítima e desculpabilizar o agressor".

Quando este artigo estava pronto a sair no site da Sputnik, no perfil oficial do canal SIC no Facebook apareceu um post com desculpas da parte do canal, veja o post completo:

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала