Moscou: relatórios da ONU comprovam práticas de tortura pelo governo da Ucrânia

© REUTERS / StringerPolícia ucraniana detém manifestante em protesto
Polícia ucraniana detém manifestante em protesto - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os relatórios da missão da ONU na Ucrânia estão se tornando a cada vez mais objetivos na exposição de constantes e numerosas violação de direitos humanos por parte do governo de Kiev, diz uma nota emitida pelo Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

O comunicado foi emitido pela chancelaria russa após a análise do 14º relatório da missão de observação da ONU sobre direitos humanos na Ucrânia, relativo ao período de 16 de fevereiro a 15 de maio de 2016.

O agente do SBU - Sputnik Brasil
Serviço de Segurança da Ucrânia tortura os detidos
"Não se pode concordar com todas as conclusões e avaliações do relatório. No entanto, destacamos que os relatórios da missão vem se tornando a cada vez mais objetivos na avaliação das maciças e sistemáticas violações de direitos humanos por parte das autoridades ucranianas, principalmente dos serviços especiais" – diz o texto do ministério russo.

A entidade chamou igualmente a atenção para o fato de que os observadores da ONU "continuam relatando informações verídicas sobre detenções arbitrárias, sequestros, torturas, violência sexual e outras graves violações dos direitos humanos por parte do Serviço de Segurança da Ucrânia e outros órgãos de aplicação da lei daquele país".

"Os agentes da ONU são forçados a constatar que a situação mudou. A cada novo relatório o quadro real das atividades ilegais dos serviços especiais ucranianos se torna mais nítido. Agora a ONU também reconhece a existência naquele país de prisões secretas, onde o Serviço Secreto da Ucrânia mantém pessoas sequestradas, submetendo-as constantemente a torturas" – diz a nota da chancelaria russa.

Praça de Independência em Kiev, Ucrânia - Sputnik Brasil
Órgão da ONU de prevenção à tortura suspende visita à Ucrânia
"Apesar disso, as autoridades ucranianas ainda tentam esconder seus crimes. Isso foi comprovado pelo recente cancelamento por Kiev da visita da delegação da Subcomissão das Nações Unidas para a Prevenção da Tortura à Ucrânia. Os números fatos de violações de direitos humanos pelos agentes da lei ucranianos e seus batalhões mercenários permanecem sem investigações, e os de autores desses crimes gozam de uma total impunidade" – conclui o  Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала