China ainda não demonstrou todo o seu potencial

© Sputnik / Anton Denisov / Abrir o banco de imagensAviação chinesa participa da parada militar em comemoração de 70 aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial, Pequim, China, 3 de setembro de 2015
Aviação chinesa participa da parada militar em comemoração de 70 aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial, Pequim, China, 3 de setembro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A economia da China continua demonstrando um crescimento seguro, o país tem um potencial econômico muito grande, afirmou na quinta-feira (2) o vice-ministro da Fazenda, Zhu Guangyao.

"Consideramos que a economia da China continuará em crescimento seguro. Os componentes fundamentais da economia não mudaram. A economia da China é muito elástica, o potencial de desenvolvimento é muito grande. A China é um que possui um grande espaço de manobra", disse o vice-ministro respondendo à questão sobre o estado da economia chinesa em um altura em que a taxa de câmbio do yuan enfraquece face ao dólar.

O presidente chinês Xi Jinping e o presidente russo Vladimir Putin durante a cerimônia de assinatura de documentos em Kremlin, Moscou, 8 maio de 2015 - Sputnik Brasil
China planeja expandir cooperação com Rússia durante visita de Putin
Na quarta-feira (1), o Banco Popular da China estabeleceu pelo terceiro dia consecutivo a taxa de câmbio mais baixa do yuan face ao dólar desde fevereiro de 2011. A moeda chinesa esteve por muito tempo ao nível de cerca de 8,3 yuans por dólar, até que começou consolidar-se em 2005. O cume foi em janeiro de 2014, quando um dólar custava seis yuans.

Em agosto do ano passado, o Banco Popular da China diminuiu a taxa de yuan em relação ao dólar, o que causou um choque nas  bolsas de valores em todo o mundo. Mais tarde, o Banco Central tomou medidas para estabilizar o yuan. Na primeira semana de 2016 enfraqueceu as posições do yuan face ao dólar em mais de 1,5%. Esta foi a mudança mais significativa da taxa do yuan desde agosto de 2015.

Usina nuclear na China - Sputnik Brasil
China planeja espalhar usinas nucleares pelo mundo
Comentando a situação econômica, Zhu Guangyao destacou que é necessário intensificar as reformas na área da oferta.

Mais cedo, as autoridades chinesas anunciaram uma reforma da oferta em indústrias com excesso de capacidades de produção, ou seja, onde a oferta supera a demanda. O passo tornou-se contraditório, visto que, em resultado, preços baixaram, fazendo diminuir a inflação, mas o número de vagas de emprego diminuiu e muitas empresas enfrentaram a falência.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала