OMS: transmissão do vírus ebola na Guiné chega ao fim

© AFP 2022 / CARL DE SOUZAFuncionários da organização Médicos Sem Fronteiras tratam a pessoa contaminada com ebola na sua facilidade em Kailahun, Serra Leoa, agosto de 2014
Funcionários da organização Médicos Sem Fronteiras tratam a pessoa contaminada com ebola na sua facilidade em Kailahun, Serra Leoa, agosto de 2014 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou nesta quarta-feira o fim da transmissão do vírus ebola na Guiné, que entra agora em um período de 90 dias de “elevada vigilância”, informa comunicado da organização.

Uma etapa do procedimento da preparação do remédio contra o Ebola no Instituto Gamaleya - Sputnik Brasil
Vacina russa contra vírus ebola passa primeira fase de testes clínicos
Depois de 42 dias (duas vezes o período máximo de incubação) sem um novo caso de ebola, a OMS elogiou “o governo da Guiné-Conacri e o seu povo” pela ação de combate à doença, ao declarar o seu fim.

Segundo a agência das Nações Unidas, durante o último surto da doença no país, foram registrados sete casos confirmados e três prováveis de ebola, no período de 17 de março a 6 de abril. Mais três casos foram confirmados em uma mulher e seus dois filhos que viajaram da Guiné para a Libéria.

A epidemia de ebola na África Ocidental começou em dezembro de 2013 na Guiné-Conacri e deixou mais de 11.300 mortos neste país, em Serra Leoa e na Libéria.

No dia 29 de março, a OMS anunciou que a epidemia, a mais grave desde a identificação do vírus em 1976, já não representava uma “emergência de saúde pública de âmbito internacional”, como tinha declarado em agosto de 2014, informou Agência Brasil. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала