Ministro alemão propõe levantamento gradual das sanções anti-Rússia

© Sputnik / Maxim Blinov / Abrir o banco de imagensSergei Lavrov se encontra com Frank-Walter Steinmeier
Sergei Lavrov se encontra com Frank-Walter Steinmeier - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, propôs analisar a perspectiva de um levantamento gradual das sanções impostas à Rússia, vinculando esse possível processo com o progresso no cumprimento dos acordos de Minsk sobre a Ucrânia.

“A minha proposta da semana passada – mediante o progresso real [no cumprimento dos acordos de Minsk] – é de pensar na possibilidade de um levantamento gradual das sanções” — disse Steinmeier ao discursar num fórum russo-alemão em Berlim.

Na semana passada, durante uma visita à Riga, o ministro alemão reconheceu a existência no interior da União Europeia de uma crescente resistência à prorrogação das sanções ante-russas. “Será mais difícil de alcançar uma posição comum sobre esta questão do que um ano atrás” – disse Steinmeier na ocasião.

Bandeira alemã no Bundestag - Sputnik Brasil
Vice-chanceler alemão enfrenta críticas por querer levantar sanções
Recentemente, o levantamento gradual das sanções contra a Rússia também foi defendido pelo vice-chanceler e ministro da Economia e Energia da Alemanha, Sigmar Gabriel. “Todos sabemos, pela nossa experiência, que o filamento a longo prazo praticamente não traz benefícios. No fim das contas, somente o diálogo ajuda” – disse Gabriel na ocasião.

Como é de se esperar, a proposta de Frank-Walter Steinmeier já foi duramente criticada por representantes de Kiev.

Na semana passada, o primeiro ministro britânico David Cameron anunciou que os países do G7 (grupo que reúne as sete maiores economias do mundo), defendem a prorrogação das sanções anti-russas.

A Assembleia Nacional da França - Sputnik Brasil
Senado francês estudará resolução sobre fim das sanções contra Rússia
“A Ucrânia é vítima da agressão russa, não podemos esquecer esse fato, portanto o G7 declarou claramente que as atuais sanções devem ser mantido até que haja pleno cumprimento dos acordos de Minsk” – declarou Cameron.

Previstas para expirar no fim de junho, as atuais sanções da UE contra a Rússia têm grande chances de serem prorrogadas para além desse prazo. A questão deverá ser debatida pelos líderes europeus nos dias 28 e 29 de junho.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала