Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Washington e Bruxelas preocupadas com viagem do presidente da Comissão Europeia à Rússia

© flickr.com / Parlamento EuropeuPresidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker (foto de arquivo)
Presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Depois de o presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker ter anunciado o seu plano de visitar a Rússia para participar do fórum económico no mês seguinte enfrentou a resistência da parte dos EUA, países europeus e mesmo do seu pessoal, informou a publicação norte-americana Politico citando fontes diplomáticas.

Mais cedo, o porta-voz da Comissão Europeia disse à RIA Novosti que Juncker planeja visitar o Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo em 16 de junho. Está previsto um debate sobre a agenda de cooperação entre Bruxelas e Moscou.

Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker - Sputnik Brasil
Presidente da Comissão Europeia fala em momento de virada na crise de imigração
O porta-voz do presidente russo Dmitry Peskov disse que a Rússia espera encontrar meios para melhorar as relações bilaterais entre Moscou e Bruxelas e que considera a visita de Juncker como uma expressão de prontidão para dialogar.

"Apesar da decisão comum tomada em Bruxelas, vimos que muitos países europeus ao nível bilateral ainda estão demonstrando o seu interesse em melhorar as relações e expandir a cooperação com a Rússia para compensar o que o que foi perdido durante os últimos dois anos", disse Peskov.

Juncker será o primeiro líder das instituições da União Europeia a visitar a Rússia desde que foram introduzidas as sanções contra a Rússia por causa da Ucrânia em março de 2014, diz-se no artigo.

Segundo as fontes, Washington e os países europeus estão preocupados com a visita de Juncker, que poderá reforçar a posição russa às vésperas da próxima reunião da União Europeia sobre o eventual prolongamento as sanções.

Vladimir Putin e Prokopis Pavlopoulos - Sputnik Brasil
'Visita de Putin à Grécia é um sinal à União Europeia'
Alguns países, inclusive o Reino Unido e os EUA, bem como alguns países bálticos e da Europa Central, expressaram a sua apreensão em relação à visita de Juncker.

"Reunir por reunir não traz nenhum valor acrescentado para as relações da UE e Rússia", disse o ministro das Relações Exteriores da Lituânia, Linas Linkevicius ao Politico. "O Kremlin usa as reuniões para criar uma impressão de negócio e habitualmente transmite esta impressão para o seu público".

Alguns responsáveis da Comissão Europeia recomendaram a Juncker não participar do fórum.

Um diplomata disse ao Politico que, se Juncker for à Rússia, é muito provável que a chefe da diplomacia europeia Federica Mogherini também vá.

Mogherini considerou a hipótese de ir a Moscou em março mas tomou a decisão de não visitar a Rússia porque os ministros das Relações Exteriores não concordaram com a viagem.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала