Forças curdas atacam Al-Thawrah, no âmbito da operação para libertar Raqqa

© REUTERS / Rodi SaidFighters of the Syria Democratic Forces fire a mortar shell towards positions held by Islamic State fighters in northern province of Raqqa, Syria May 27, 2016
Fighters of the Syria Democratic Forces fire a mortar shell towards positions held by Islamic State fighters in northern province of Raqqa, Syria May 27, 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As Forças Democráticas da Síria seguem realizando a operação de cerco da "capital" do Daesh, Raqqa. Nesta segunda-feira foi iniciado o ataque à Al-Thawrah, segundo informou à agência Sputnik o comando das Unidades de Proteção Popular curda (YPG).

Militares do exército sírio na rodovia entre cidades de Homs e Raqqa - Sputnik Brasil
Líder curdo: libertação de Raqqa é 'vital' para os interesses dos curdos sírios
"A operação Raqqa, como nós a chamamos, continua. O nosso primeiro objetivo não é a tomada da cidade de Raqqa, mas a interrupção das comunicações entre o território do Daesh e a Turquia. Por isso, após tomada de alguns vilarejos ao norte de Raqq, iniciamos o ataque à cidade de Al-Thawrah, a 40 quilômetros a oeste de Raqqa", disse o representante da YPG, cujas forças formam a base das Forças Democráticas da Síria.

Após a liberação de Palmira, Raqqa é a única cidade de grande porte sob domínio do Daesh. O grupo terrorista considera a cidade como sua capital. A perda de Raqqa será um golpe muito forte para a reputação do Daesh. Segundo a ideologia salafita, o "verdadeiro" califado só pode se expandir, conquistando novas cidades. Se isso não acontecer, o califado proclamado por Abu Bakr al-Baghdadi é falso, o que provocará debandada de muitos islamistas fanáticos e a perda de interesse por parte dos patrocinadores do grupo nos países sunitas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала