Rússia e Síria eliminaram 28 mil terroristas

© Sputnik / Mikhail Voskresensky  / Abrir o banco de imagensMembros do destacamento sírio Falcões do Deserto perto de Palmira, Síria, abril de 2016
Membros do destacamento sírio Falcões do Deserto perto de Palmira, Síria, abril de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Durante o período em que a Rússia trabalhou em conjunto com a Síria para combater ao terrorismo no país, foram eliminados 28 dos 80 mil terroristas do Daesh e da Frente al-Nusra, disse na terça-feira (24) o vice-secretário do Conselho de Segurança da Rússia, Evgeny Lukyanov.

"Segundo as nossas avaliações, no início da nossa operação [da Força Aeroespacial da Rússia] a Frente al-Nusra e o Daesh possuíam pelo menos 80 mil militantes, 28 mil já foram liquidadas (35%)…[É o resultado] das nossas ações conjuntas com o Exército sírio", disse Lukyanov nas margens da VII Reunião internacional de altos representantes que tratam dos assuntos de segurança.

"Além disso, a coalizão eliminou mais 5 mil durante dois anos", acrescentou Lukyanov.

Militantes da Frente al-Nusra - Sputnik Brasil
Rússia: Frente al-Nusra tenta sabotar o processo de paz na Síria
A Rússia iniciou em 30 de setembro de 2015, a pedido do presidente sírio Bashar Assad, ataques contra alvos do grupo terrorista Daesh (também conhecido como Estado Islâmico) e Frente al-Nusra.

Rússia e Estados Unidos chegaram a um acordo sobre o cessar-fogo na Síria no dia 22 de fevereiro. A trégua entrou em vigor à meia-noite de sábado, no horário de Damasco.

Em 15 de março, teve início a retirada da maior parte da Força Aeroespacial presente na Síria.

A coalizão internacional liderada pelos EUA vem realizando ataques aéreos contra o Daesh na Síria e no Iraque desde 2014. Segundo especialistas internacionais, as suas ações são muito menos eficientes que as da Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала