OTAN: líder do Talibã liquidado havia impedido negociações no Afeganistão

Nos siga noTelegram
Um dos líderes do movimento radical Talibã, mulá Akhtar Mansoor, liquidado no fim da semana passada (21 de maio) no Afeganistão durante uma operação dos EUA, impediu negociações sobre a trégua com as autoridades.

Drone Predator da Força Aérea dos EUA - Sputnik Brasil
EUA supostamente eliminam líder talibã no Afeganistão em ataque aéreo
A respectiva informação foi divulgada pelo secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg.

Ele sublinhou também que os governos do Afeganistão e dos EUA admitiram a liquidação de Mansoor durante a operação militar americana. Stoltenberg informou que, sob a chefia do jihadista, o Talibã realizou ataques violentos em todo o país, representando uma ameaça diária, inclusive para as forças dos EUA e de outros aliados da OTAN.

"O mulá Mansoor impediu as negociações entre o governo do Afeganistão e o Talibã, bloqueando as perspectivas de progresso na via da paz e reconciliação no Afeganistão", disse Stoltenberg.

Militantes do Talibã - Sputnik Brasil
Governador-sombra do Talibã é liquidado
A situação no Afeganistão nos últimos meses se agravou muito:  o movimento jihadista Talibã, que anteriormente operava apenas em aldeias, começou a tomar controle de mais territórios, inclusive de grandes cidades. A influência do grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia e reconhecido como terrorista no Brasil) também aumentou significativamente.

Mais cedo a deputada do parlamento afegão general Nazifa Zaki, numa conversa com a Sputnik Dari, sublinhou que o Afeganistão já não acredita na ajuda da OTAN e, pelo contrário, conta com a ajuda da Rússia como um parceiro internacional confiável e pacificador.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала