Amizade invencível: Morte do paciente não parou os cuidados da enfermeira

© Foto / Street ViewA casa em que morava Libertad e cuidava de Benito
A casa em que morava Libertad e cuidava de Benito - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Uma mulher argentina quis manter o corpo do seu amigo que faleceu de maneira natural. Alegadamente, ela até aplicava água com aloe no morto para ensurdecer o cheiro terrível, comunicam a mídia argentina.

Uma criança no centro perinatal - Sputnik Brasil
Criança maravilha polonesa: nascida depois da morte
A enfermeira Libertad Rondán levava 10 anos cuidando de Benito Ojeda, vendedor dos bilhetes de loteria que morava na província de Santa Fe. Em 2 de maio, o homem de 65 anos de idade morreu, mas Libertad decidiu continuar cuidando dele.

Um dia o vizinho veio a visitar Benito mas até este fato não influiu sobre o comportamento da mulher: ela informou o vizinho da morte e lhe propôs ir ver o amigo. Chocado, o vizinho chamou a polícia.

Mais tarde Libertad afirmou à polícia que depois de Benito morrer, ela logo falou com os seus familiares, mas eles não reagiram à notícia passadas duas semanas. Ela adicionou que não deixaria o seu trabalho porque é a sua vocação.

A mulher deverá passar uma série de testes médicos. A polícia afirmou que nunca tinha enfrentado uma situação parecida.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала