Pentágono: EUA não pretendem coordenar operações com a Rússia na Síria

© Sputnik / David B. GleasonPentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA
Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pentágono não pretende coordenar suas operações na Síria com a Rússia, declarou ao Sputnik o porta-voz da organização, Matthew Allen.

Ministro da Defesa russo Sergei Shoigu - Sputnik Brasil
Rússia atacará unilateralmente grupos que não respeitarem cessar-fogo na Síria
Nesta sexta-feira o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, disse que a Rússia porpõe aos EUA, a partir do dia 25 de maio, iniciar atividades conjuntas de planejamento e realização de ataques aéreos às tropas da Frente al-Nusra e grupos armados ilegais na Síria. Além disso, a Rússsia se reserva ao direito, segundo o ministro, de realizar ataques unilaterais contra terroristas que não respeitarem o cessar-fogo.  

"Temos um memorando de entendimento com o ministério de Defesa da Rússia, com objetivo de garantir a segurança dos voos das nossas tripulações atuantes na Síria. Até o presente momento, esse memorando funcionou de modo eficiente e continuamos a usá-lo. Não cooperamos, nem coordenamos as nossas operações com os russos", disse o representante do Pentágono.

"Como já disse o ministro (da Defesa dos EUA, Ashton Carter), as operações russas prestam suporte e ajuda ao regime de Assad, que está atirando lenha na fogueira. Estamos completamente concentrados no enfraquecimento e na destruição do Estado Islâmico", completou o oficial norte-americano.

"Além do memorando, compartilhamos com os russos as coordenadas geográficas aproximadas, nas quais as forças da coalizão podem estar realizando operações, e com aconselhamento de evitar tais territórios. Até o presente momento, isso foi respeitado", concluiu o representante do Pentágono. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала