- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Toffoli diz que investigados na Lava-Jato podem assumir ministérios de Temer

© Anderson Riedel/ VPR/FotosPúblicasPresidente interino, Michel Temer, (Esq/dir) Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli
Presidente interino, Michel Temer, (Esq/dir) Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli defendeu a permanência dos ministros interinos investigados na Lava-Jato citando a Constituição e dizendo que “uma pessoa é inocente até que haja condenação formal por parte do Poder Judiciário”.

Sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Escuta é encontrada em gabinete de ministro do STF
Toffoli, que participou ontem (17) de um seminário na sede do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no centro do Rio, afirmou que “nada impede que os nomeados ministros de Estado [pelo governo do presidente interino Michel Temer] exerçam o papel e atuem nas suas competências, uma vez que essas nomeações são uma opção do presidente que assumiu”, segundo relatou a Agência Brasil.

“Politicamente não cabe ao Poder Judiciário julgar. O Judiciário não tem de julgar o passado ou o presente. Ele tem de julgar o futuro. O Judiciário não age de ofício. Ele age se há provocação. Se não há, ele não pode tomar iniciativa. Ele é um poder de última palavra e, por ser de última palavra, que não é eleito, não pode ter força de agir autonomamente. Ele só age se for provocado”, disse o ministro.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала