Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Relações russo-americanas são ‘anormais’, mas ainda não de Guerra Fria

© Sputnik / Abrir o banco de imagensRussian President Vladimir Putin attends 70th UN General Assembly session
Russian President Vladimir Putin attends 70th UN General Assembly session - Sputnik Brasil
Nos siga no
As relações russas com o Ocidente não são como as que havia no tempo da Guerra Fria, mas também não são normais, disse o vice representante permanente da Rússia na ONU, Vladimir Safronkov.

“Eu não falaria de Guerra Fria, mas de relações anormais entre o Ocidente e a Rússia”, disse Safronkov.

O alto responsável destacou que não compartilha a opinião de alguns analistas de que as relações entre os dois países estão no nível da Guerra Fria.

Líderes do G8: a chanceler alemã Angela Merkel, presidente russo Vladimir Putin, primeiro-ministro britânico David Cameron e presdiente norte-americano Barack Obama depois da cúpula do grupo em Lough Erne, Irlanda do Norte, 18 de junho de 2014 - Sputnik Brasil
Alemanha espera que Rússia retorne para o G8
As relações russo-americanas se deterioram na altura da crise de 2014 e do conflito posterior na Ucrânia entre o governo de Kiev e requerentes da autonomia da parte oriente do país, quando  Washington, Bruxelas e os seus aliados acusaram Moscou de interferência no conflito ucraniano e introduziram alguns ciclos de sanções.

A Rússia recusou as alegações e, por sua vez, introduziu, em agosto de 2014, um embargo de alimentos provenientes dos Estados que impuseram sanções antirussas. O embargo de um ano já foi prolongado.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала