Especialistas: cidade maia 'descoberta' pode ser campo de milho

© AP Photo / ISRAEL LEALParque ecológico de México
Parque ecológico de México - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Cientistas argumentam que a cidade maia descoberta pelo adolescente canadense William Gadoury poderia ser simplesmente um campo de milho abandonado, informou nesta segunda (16) o jornal The National Geographic.

Um adolescente canadense, William Gadoury, analisou uma constelação para identificar a localização de uma possível cidade da civilização maia, onde ele identificou uma anomalia no mapa Google Earth. 

​Infelizmente, segundo o jornal, esta "descoberta" poderá ser um erro, resultado da diferença de mentalidades entre a moderna educação ocidental e a antiga civilização maia.

© AFP 2022 / LUIS ACOSTAParque ecológico de México.
Parque ecológico de México. - Sputnik Brasil
Parque ecológico de México.

De acordo com a reportagem original, William Gadoury, de 15 anos, comparou mais de 20 constelações conhecidas pelos maias como o mapa de cidades desta civilização. As cidades coincidiram perfeitamente com o mapa das estrelas, com exceção de uma constelação “perdida”. Gadoury identificou a localização do local da possível cidade em Campeche, México, usando a estrela correspondente. 

 A "descoberta", que Gadoury chamou de K'aak Chi, ou "Boca de Fogo", foi depois desmentida por vários cientistas.

Um homem vestindo hábito maia passa na frente da pirâmide Kukulcan, no parque arqueológico Chichen Itzá, em 20 de dezembro de 2012 - Sputnik Brasil
Adolescente descobre 'Boca de Fogo' graças às estrelas de civilização pré-colombiana
Para Anthony Aveni, astrônomo e antropólogo, é um grande erro tentar achar coincidência entre um mapa de estrelas moderno e um grande número de antigas construções, sejam cidades dos maias ou as Linhas de Nazca. "É simplesmente um ato de imaginação criativa", disse Aveni.

 "A ideia de um mapa como o conhecemos é uma representação em escala do relevo geográfico, é um conceito ocidental moderno", disse Aveni e acrescentou que o espaço "certamente tem uma influência" em como nós construímos coisas na terra, mas não até aquele grau de precisão como Gadoury apresentou. 

"É uma fantasia ocidental interessante <…> nós tentamos olhar estes mapas modernos de estrelas e perceber as coisas da maneira que queremos ver", disse Aveni. Ao mesmo tempo, o cientista assinalou que não ia "fechar a porta" à hipótese de Gadoury até que ele visse dados completos.

Depois da "descoberta", alguns jornais científicos foram rápidos em descartar que uma das anomalias nas imagens de satélite e do Google Earth poderia ser um campo de milho abandonado, mas para a maioria dos especialistas em civilização maia, as imagens disponíveis não fornecem qualquer evidência de uma hipótese ou de outra.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала