Maravilhas no Departamento de Estado dos EUA

© SputnikDepartamento de Estado dos EUA.
Departamento de Estado dos EUA. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Departamento de Estado está verificando as circunstâncias do desaparecimento das declarações que caracterizam o departamento de modo pouco vantajoso durante o briefing sobre as questões do programa nuclear iraniano.

Teerã comemora acordo nuclear - Sputnik Brasil
Acordo nuclear do Irã entra em vigor neste fim de semana
Mais cedo a mídia norte-americana informou que vídeo do discurso de Jen Psaki foi apagado. Neste discurso Psaki reconheceu que o Departamento tinha desinformado os jornalistas em relação às negociações secretas com Irã. No inicio os EUA negavam este fato, mais depois reconheceram a realização das negociações que provocaram os avanços diplomáticos.

Em julho de 2015 os mediadores internacionais combinaram com Irã as garantias do caráter pacifico do programa nuclear do Irã em troca do levantamento das sanções internacionais.

No vídeo original os jornalistas perguntam por que o departamento tinha negado o fato das negociações secretas com o Irã. "Existem casos quando a diplomacia exige a privacidade para atingir o avanço. Este é um bom exemplo", disse Psaki.

Barack Obama respondeu a perguntas sobre o acordo com o Irã em coletiva de imprensa realizada na Casa Branca nesta quarta-feira (15) - Sputnik Brasil
Obama: acordo nuclear com Irã mostra capacidade da diplomacia americana
"Consideramos este incidente como intermitência técnica", disse a jornalistas a porta-voz do departamento, Elizabeth Trudeau. Segundo ela, todas as gravações foram reconstruídas tanto como no site do Departamento quanto no seu canal do YouTube.

"A questão do cumprimento do plano universal das ações sobre o programa nuclear do Irã para os EUA, especialmente para a administração de Obama, tem provavelmente mais importância do que para o Irã. Com efeito, como todos sabem, o senhor Obama queria que justamente na sua presidência, o acordo historicamente importante com o Irã fosse obtido. Naturalmente que quaisquer comentários ou declarações, que possam provocar o efeito negativo para o processo de cumprimento do Plano de ação conjunta global, não estão a favor da administração de Obama. O caso com o desaparecimento deste tipo de comentários mostra que a mídia americana pressiona sobre o seu governo e sobre o Departamento. Pressiona de tal modo que este questão será discutida no Senado e no Congresso dos EUA. Por causa disso o governo decidiu apagar estes comentários, para que esta questão não provocasse mais um escândalo aos olhos da sociedade", disse o especialista da Sputnik, editor-chefe da revista Iran Press, Emad Abshenass.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала