Teoria americana geomagnética está errada

© Foto / NASACampo magnético da Terra
Campo magnético da Terra - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um grupo internacional de cientistas de vários países europeus, incluindo a Rússia, desmentiu a teoria geomagnética americana sobre a formação do campo magnético da Terra, informou a assessoria de imprensa da Universidade Nacional russa de Ciência e Tecnologia MISiS.

Mas antes de detalhar a nova informação, é importante compreender de que teoria científica em particular estamos a falar.

Primeiro eclipse solar de 2016 - Sputnik Brasil
Mini-eclipse: no Dia da Vitória Mercúrio passará pelo disco solar
Em janeiro de 2015, os cientistas norte-americanos Ronald Cohen e Peng Zhang, da Universidade de Carnegie (Washington), e Kristjan Haule, da Universidade de Rutgers (Nova Jersey), publicaram um artigo em um dos jornais mais influentes, o Nature, no qual provam que a teoria de formação dos campos magnéticos dos planetas, apresentada em 2012, está errada. Os seus cálculos baseados em modelação digital mostraram provas que põem em causa a teoria clássica de surgimento do campo magnético da Terra: a convecção térmica existente no núcleo da Terra é considerada a origem dos campos magnéticos do planeta.

Os resultados dos seus cálculos provam que a condutividade térmica do núcleo terrestre não é tão alta como foi considerada em 2012, após os primeiros cálculos teóricos.
Na altura da publicação de Cohen, Zhang e Haule, a sua nova teoria recebeu grande cobertura na mídia científica e popular internacional, e a teoria clássica de formação dp campo magnético ao redor da Terra de volta começou a ser aplicada por cientistas em todo o mundo.

​Agora, este novo grupo de cientistas, chefiada pelo professor russo Igor Abrikosov conseguiu desmentir a teoria dos americanos. O grupo é composto por representantes da Universidade de Linkoping (Suécia), Instituto Jozef Stefan (Liubliana, Eslovênia), Universidade Nacional russa de Ciência e Tecnologia MISiS (Rússia) e École Polytechnique (Paris, França).

Os cientistas acharam um erro nos cálculos de Cohen, Zhang e Haule, divulgou um comunicado da MISiS.

“Os pesquisadores dos EUA concordaram com os argumentos do grupo de Abrikosov e, em abril de 2016, retiraram o seu artigo do jornal Nature. A teoria clássica é assim de novo posta em causa”, diz-se no comunicado.

A universidade russa admitiu também que agora os cientistas vão voltar aos cálculos de 2012, que mostram que a convecção térmica não pode gerar o campo magnético da Terra. Mesmo assim, a discussão sobre a teoria térmica do planeta continua em aberto.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала