Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Novo míssil russo RS-28 pode ‘enganar’ qualquer defesa antimíssil

© Sputnik / Yury Abramochkin / Abrir o banco de imagensO silo de míssil
O silo de míssil - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os melhores sistemas de defesa antimíssil poderão ser incapazes de interceptar o novo míssil balístico intercontinental russo RS-28 (Sarmat), que estará pronto para testes neste verão, informou a agência de notícias russa Zvezda.

O RS-28 é um míssil balístico intercontinental pesado de combustível líquido que está sendo elaborado para o exército russo.

O míssil é projetado para substituir o antigo míssil soviético R-36M Voevoda ("Satan" segundo a classificação da OTAN), como o componente básico do potencial nuclear da Rússia. O míssil RS-28 está em desenvolvimento desde 2009 e deverá substituir os sistemas antigos em 2018.

© Sputnik / Vladimir Fedorenko / Abrir o banco de imagensLançamento de míssil intercontinental balístico RS-20
Lançamento de míssil intercontinental balístico RS-20  - Sputnik Brasil
Lançamento de míssil intercontinental balístico RS-20

"Nesse sentido, o míssil Sarmat é projetado não somente para suceder ao R-36M, mas também para determinar o sentido em que a dissuasão nuclear vai se desenvolver", afirmou o site da Zvezda.

Sistema de mísseis Topol - Sputnik Brasil
Rússia faz teste bem-sucedido com míssil balístico intercontinental Topol RS-12M
A agência também acrescentou que o novo míssil RS-28 será capaz de eliminar tudo em uma área do tamanho do Texas ou da França, e que a sua velocidade lhe permitirá “enganar” qualquer sistema de defesa antimíssil existente.

Embora haja pouca informação sobre as características técnicas do novo míssil, alguns fontes dizem que o Sarmat é um míssil com um alcance operacional estimado de 10.000 km e um peso de 100 toneladas, incluindo uma carga de 4 a 10 toneladas.

O RS-28 será equipado com mísseis de reentrada múltipla independentemente direcionados (MIRV, na sigla em inglês) com dezenas de ogivas nucleares. 

Lançadores múltiplos de foguetes vistos quando estavam disparando durante um treinamento em lugar desconhecido da Coreia do Norte. - Sputnik Brasil
Pyongyang lança míssil balístico
As ogivas do Sarmat terão uma série de contramedidas destinadas a penetrar qualquer “escudo” antimíssil. Os analisas dizem que o RS-28 também vai ter uma versão hipersônica convencional como o Advanced Hypersonic Weapon estadunidense ou o WU-14chinês, que poderá ser usado como uma arma intercontinental de alta precisão em um conflito não-nuclear.

O Ministério da Defesa russo pretende colocar o Sarmat em serviço no final de 2018 e substituir o Voevoda até 2020.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала