- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Impeachment na Comissão do Senado – 'os votos já estavam definidos'

© eraldo Magela/Agência SenadoComissão do Impeachment no Senado aprova relatório por 15 votos a 5 e processo segue para o plenário
Comissão do Impeachment no Senado aprova relatório por 15 votos a 5 e processo segue para o plenário - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O cientista político e professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), Ricardo Ismael, comentou nesta sexta-feira (6), em entrevista exclusiva à Sputnik, o resultado da votação do processo de impeachment da Presidenta Dilma Rousseff na Comissão Especial do Senado.

“O relatório do Senador Antonio Anastasia procurou mostrar que há elemento políticos e jurídicos para caracterizar os crimes de responsabilidade atribuídos à Presidente Dilma Rousseff. Foi um relatório coerente com o que foi apresentado para votação e aprovação pela Câmara dos Deputados" – disse Ricardo Ismael.

Na opinião do especialista, o relatório de Anastasia apenas ajudou a consolidar os votos que já eram favoráveis ao afastamento de Dilma.

"Do ponto de vista do plenário, creio que cada integrante do Senado já tem a sua posição firmada há muito tempo sobre como deverá votar no processo do impeachment. Por isso, mesmo considerando que os Senadores já têm seus votos definidos, entendo que o relatório do Senador Antonio Anastasia ajudou a consolidar posições. O Senador teve o cuidado de rebater a tese do golpe, o que contribuiu para consolidar a opinião de vários colegas. Por outro lado, quem está do lado da Presidente não irá mudar de opinião de uma hora para outra" – explicou Ricardo Ismael.

Cardozo x Anastasia na Comissão do Impeachment do Senado - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
José Eduardo Cardozo diz que processo de impeachment contra Dilma parece caça às bruxas
"Então, a minha visão é essa: os votos já estavam definidos, independentemente da apresentação deste relatório” – concluiu.

O parecer da comissão será lido no Senado na próxima segunda-feira (9). Em seguida, respeitado o prazo de 48h a partir da leitura, o processo será encaminhado à votação no plenário da Casa, marcada para quarta-feira (11).

A partir de então, caso o plenário aprovar o relatório, Dilma será afastada por 180 dias e o vice Michel Temer assumirá a presidência.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала