Obama aguarda 'mudanças políticas' para rever sanções contra Síria

© Sputnik / Mikhail Vosrkesensky / Abrir o banco de imagensUma área da cidade de Aleppo, na Síria, atacada por militantes, em foto de arquivo
Uma área da cidade de Aleppo, na Síria, atacada por militantes, em foto de arquivo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Casa Branca acaba de declarar que os EUA pretendem primeiro avaliar as mudanças no governo sírio antes de decidir se vão ou não revogar ou rever as sanções impostas a Damasco.

Na terça-feira, o presidente estadunidense, Barack Obama, prorrogou as sanções, primeiramente impostas em 2006. Desta maneira, 11 de maio já não é o prazo final para estas medidas restritivas.

A justificativa adotada por Obama é a instabilidade no país, fruto da guerra civil contínua, agravada pela atuação de grupos terroristas, como o notório Daesh (também conhecido como Estado Islâmico).

O conflito armado na Síria continua desde 2011. A ONU estima que o conflito já fez mais de 250 mil mortos e forçou vários milhões de pessoas a se deslocarem. Estes dados, porém, são incompletos, já que é difícil fazer cálculos exatos, especialmente em áreas onde a violência e os combates continuam.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала