Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Merkel se recusa a apoiar Steinmeier para presidência da Alemanha

© AP Photo / Wolfgang Kumm/dpa via APGerman Chancellor Angela Merkel, right, and Foreign Minister Frank-Walter Steinmeier wave as they attend a meeting of the German Federal Parliament, Bundestag, at the Reichstag building in Berlin, Germany, Thursday, Sept. 24, 2015
German Chancellor Angela Merkel, right, and Foreign Minister Frank-Walter Steinmeier wave as they attend a meeting of the German Federal Parliament, Bundestag, at the Reichstag building in Berlin, Germany, Thursday, Sept. 24, 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga no
A chanceler alemã, Angela Merkel, se recusou a apoiar o ministro de Relações Exteriores do país, Frank-Walter Steinmeier, em sua candidatura à presidência da Alemanha, segundo a revista Der Spiegel.

German Chancellor Angela Merkel attends a debate at the German parliament prior to a vote on another bailout package for Greece, in the German Bundestag in Berlin - Sputnik Brasil
Copartidários de Merkel cantam músicas nazistas (VÍDEO)
A chanceler alemã, Angela Merkel, se recusou a apoiar o ministro de Relações Exteriores do país e integrante do Partido Social Democrata (SPD), Frank-Walter Steinmeier, em sua candidatura à presidência da Alemanha, segundo publicou a revista Der Spiegel neste sábado.

Segundo a reportagem, Merkel, que chefia a União Democrata Cristã (CDU), disse ao líder do SPD e ministro da Economia, Sigmar Gabriel, que ela não pode apoiar um candidato do SPD nas eleições federais marcadas para 2017.

O atual presidente, Joachim Gauck, 76, deve fazer em breve um anúncio sobre seu futuro político. Tudo indica, por enquanto, que ele não tentará reeleição.

Steinmeier, ministro de Relações Exteriores desde 2013, vem conversando com seus amigos particulares sobre seu interesse em disputar a presidência.

Entretanto, como nenhum partido tem maioria absoluta no parlamento alemão, Steinmeier precisaria, para ter alguma chance de se tornar presidente, do apoio da CDU e de seu partido-irmão bávaro, o CSU, que atualmente forma coalizão com o SDP no governo alemão. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала