Cada ação tem uma reação: Com OTAN, Finlândia perderá Rússia

Nos siga noTelegram
A eventual entrada da Finlândia na aliança militar não só aumentará a segurança do país, mas também levará a uma crise séria nas relações com a Rússia.

A respectiva declaração foi divulgada no relatório de um grupo governamental que tinha sido preparado para o premiê finlandês, Juha Sipila.

De acordo com a agência Reuters, o relatório revela que o conflito aberto entre os países é pouco possível, mas a decisão de se associar à Aliança Atlântica provavelmente terá efeito negativo à cooperação entre a Rússia e Finlândia na área comercial.

O documento não sugere que o governo deva fazer algo concreto, só nota que a adesão simultânea da Finlândia e Suécia à OTAN seria a melhor opção, ao invés da adesão de um só destes países.

Soldados do Exército finlandês (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Finlândia não considera Rússia como ameaça direta
Cabe lembrar neste respeito que na semana corrente o chanceler russo Sergei Lavrov na entrevista ao jornal sueco Dagens Nyheter declarou que a Rússia responderá à decisão da Suécia de se associar à OTAN introduzindo medidas técnico-militares.

Mais cedo o Ministro da Defesa finlandês, Jussi Niinisto, disse que considerando que a Finlândia não é parte de qualquer bloco militar precisa de cooperação internacional para manter o seu potencial militar. Em particular, Niinisto destacou que a Finlândia pretende aprofundar a cooperação com a OTAN.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала